internacional-home.jpg

Programa Internacional

“... o fator isolado mais importante influenciando a aprendizagem é aquilo que o aluno já sabe; determine isso e ensine-o de acordo.” (David Paul Ausubel)

Objetivos Gerais

As práticas educativas no Programa Internacional, em todos os segmentos, partem do mesmo pressuposto do currículo brasileiro do Colégio Magister pautadas numa concepção pedagógica que tem nas aprendizagens o seu ponto de partida e de chegada.  Para isso são utilizadas também as bases curriculares oficiais do Common Core State Standards (CCSS) que significa Base Comum Curricular Padrão, da educação norte-americana (EUA), da área de Language Arts (Linguagens e Códigos). Para alcançar esses objetivos, o Programa Internacional do Colégio Magister possui contratos e documentação legalmente reconhecida e regulamentada nos Estados Unidos da América. Esses contratos e documentos formalizam/autorizam a escola a utilizar um sistema de ensino americano por meio de uma proposta pedagógica que integra materiais didáticos e paradidáticos, do uso de tecnologia em sala de aula e de plataformas de ensino desenvolvidas para cada série do Ensino Fundamental ao Ensino Médio.  

A validação e convalidação curricular deste programa internacional é realizada nos Estados Unidos da América pela escola parceira ASI - Advantages School International, localizada em: 3886 Mayberry Drive, Suite F Reno, NV 89519 - USA.  

Ademais, dentro do sistema brasileiro de educação, o Programa Internacional do Colégio Magister está regulamentado na Diretoria de Ensino e sua autorização publicada no Diário Oficial, página 28 do dia 29/12/2017 e página 32 do dia 30/12/2017.

O Programa de Educação Internacional no Colégio Magister atua do Ensino Fundamental ao Ensino Médio com um currículo de perspectiva internacional em dois idiomas: português e inglês.  O currículo contextualiza os saberes propiciando a formação de cidadãos éticos, abertos a novas aprendizagens e aptos a conviver com a realidade local e global.

Proposta Pedagógica

midlle-school-2.jpg
Ensino Global e Educação Bilíngue por Imersão

A necessidade da educação bilíngue faz-se presente em todos os países já que toda sociedade precisaria se adequar às necessidades educacionais do século XXI, de acordo com Ofelia Garcia, Ph.D., Universidade de Nova Iorque e escritora do livro “Bilingual Education in the 21st Century: A Global Perspective.” 

Nesse contexto, as escolas no Brasil têm se proposto a atender à demanda da sociedade e diferentes modelos são avaliados e implementados.

O Colégio Magister adota o modelo de “Educação por Imersão” que promove a aquisição da língua inglesa por meio do conteúdo. Ou seja, a língua é o meio de instrução para novos conteúdos que serão adquiridos pelos alunos complementando seu aprendizado e não simplesmente introduzindo a segunda língua de forma descontextualizada. Portanto, a proposta de “Educação por Imersão” é concebida dentro de uma perspectiva em que o aluno está imerso na língua de instrução (L2), aprendendo a língua e o conteúdo ao mesmo tempo. 

Essa abordagem propõe a integração das quatro habilidades da língua: ler, escrever, ouvir e falar na busca de uma competência comunicativa e acadêmica, tendo grande influência da teoria de Stephen Krashen (1985) que defende a ideia de que quanto mais situações propostas pelo professor e mais adequadas ao nível do aluno para o desenvolvimento da compreensão (Input Hypothesis), maior a probabilidade de aprendizagem.

O ensino global proposto pelo programa reconhece as atitudes, competências e conhecimentos que os alunos precisam ter para navegar, contribuir e prosperar no mundo globalizado, e integra atividades que solucionam lacunas de oportunidade entre os estudantes, trazendo a perspectiva global aos alunos ao possibilitar que estejam simultaneamente matriculados no Brasil e nos Estados Unidos e, ao final do High School, recebam a dupla diplomação.

Com uma abordagem sociocultural e crítica, almeja-se no Programa,  que além dos aspectos formais e funcionais  da língua, o ensino de conteúdos permita o acesso às crenças e aos valores que sustentam os significados construídos por uma determinada cultura.

A “Educação por Imersão” e o Colégio Magister foram mencionados como referência na Revista New Routes de fevereiro de 2019 por Lyle French, M.A.Ed. especialista em ensino bilíngue, que destacou os três objetivos principais desse modelo que são: 

  1. Sucesso acadêmico na língua de instrução igual ou muito semelhante aos que os alunos aprendem em sua língua de contexto social, no caso do Brasil, a língua portuguesa.

  2. Alto nível de proficiência na língua de instrução (língua inglesa).

  3. Compreensão da diversidade cultural e da sensibilidade a essa diversidade, aumentando o repertório cultural dos alunos.

A imersão no Magister é denominada “Imersão Parcial”, pois ocorre em uma parte do dia letivo, aulas matutinas mais o período vespertino, conforme quadro ilustrativo abaixo que apresenta a carga horária de exposição ao segundo idioma.

Nesse contexto de imersão parcial, além dos conteúdos trabalhados, a vivência é essencial para a aprendizagem significativa. Atividades práticas (“hands-on”) são contempladas no planejamento dos professores que estão constantemente avaliando o currículo com relação à língua e conteúdos ministrados. 

O fator tempo de imersão foi amplamente considerado e avaliado na concepção do currículo em língua inglesa do Magister, fortalecendo o desenvolvimento da linguagem acadêmica que é essencial para que os alunos, no futuro, possam optar por estudar em outros países ou mesmo no Brasil, tendo oportunidades diferenciadas por apresentarem no currículo a dupla diplomação brasileira e americana.

O momento do brincar na rotina dos alunos das séries iniciais é fundamental para garantir a educação numa perspectiva criadora, em que a brincadeira é o lugar da socialização, da administração da relação com o outro, da apropriação e da produção da cultura, do exercício da decisão e da criação. Visto que há o objetivo de desenvolver o pensamento GLOCAL (Global & Local) nos alunos, jogos e brincadeiras praticados por professores e alunos são da cultura internacional e são realizados também nos espaços diversos da escola como pátio, área externa e quadras poliesportivas.

O ensino híbrido, já parte da realidade do Programa Internacional, dá-se pela integração das aulas presenciais e demandas da plataforma de aprendizagem em parceria com a ASI - Advantages Schools International.

Nesse contexto bilíngue e digital, aprimoram-se as dez competências gerais da nova BNCC para o cidadão do século XXI, mencionadas nos textos introdutórios deste documento.

Ensino Híbrido

O ensino híbrido, cuja abordagem pedagógica combina as atividades presenciais e atividades realizadas por meio das TDIC’s (tecnologias digitais de informação e comunicação), já utilizado no Programa Internacional com a integração dos conteúdos e plataformas digitais, além de projetos e vivências diferenciadas, também por meio da tecnologia, continuará sendo adotado, ainda com  mais relevância no período da pandemia de COVID-19 e após a mesma.

O papel do professor continua sendo fundamental para que a aprendizagem aconteça de forma colaborativa, levando em consideração conhecimentos prévios dos alunos e enfatizando sua responsabilidade e autonomia nesse processo.

Nesse modelo, os aprendentes podem ser orientados a terem contato com as informações pertinentes para a aula presencial antes de entrar em sala de aula (sala de aula invertida), desenvolvendo atividades, pesquisas, análises, sínteses, significando e re-significando o conhecimento e compartilhando com os seus colegas, de forma a proporcionar uma maior interação entre os pares e com o professor.

As aulas, no período de pandemia, se dão virtualmente ou presencialmente, obedecendo a regulamentação do governo, denominadas síncronas e/ou assíncronas, levando em consideração o modelo híbrido, seus benefícios e desafios.

Os projetos propostos têm ligação com a vida prática dos alunos, envolvendo-os e capacitando-os para buscar soluções práticas para as situações apresentadas, sem desconsiderar conceitos e conteúdos estabelecidos como essenciais. O professor enriquece as aulas com metodologias ativas e utiliza-se do Google Meet e Google Classroom de forma a otimizar a interação e a aprendizagem.

Os recursos tecnológicos fornecem subsídios para um ensino mais centrado no estudante e em suas iniciativas. Além de proporcionar práticas interativas durante as aulas, revela-se uma grande ferramenta na área de pesquisa para projetos, desenvolvimento de leitores e acesso à informação

Espaços de Aprendizagem e Organização Espacial 

O Programa Internacional é ministrado em uma ala da escola reservada para o ambiente de imersão, composta por salas de aula e novos espaços denominados Learning Lounge e o Maker Space, incorporados ao segmento Elementary School (Fundamental I) e salas de aulas específicas nos segmentos de Middle e High Schools em um andar exclusivo, incluindo as salas temáticas denominadas Resource Center e High School Room. Esses ambientes proporcionam interdisciplinaridade curricular e vivência dos na prática dos conceitos trabalhados. Foram especificamente concebidos para aprendizagem e convivência na língua inglesa, tendo o aluno como centro, protagonista dessa aprendizagem.

Nesses espaços, os alunos têm a oportunidade de vivenciar a aprendizagem “mão-na-massa” que é estruturada em estações por rotação, com ênfase na vivência e nas diferentes áreas de conhecimento (Matemática, Ciências, Linguagem, Estudos Sociais) por meio de jogos de tabuleiro; dramatizações de situações, histórias e criação de seus próprios scripts; envolvimento em situações de produção escrita e oral, artística; experimentos científicos e de observação e de aprofundamento como leitores e escritores em imersão em língua inglesa, desenvolvendo, portanto,  habilidades de raciocínio lógico-matemático, cognitivas, sociais, de argumentação oral, cooperação e criatividade.

Quanto aos espaços digitais, as plataformas em parceria com a ASI, do Ensino Fundamental ao Médio, complementam a aprendizagem e a proposta de ensino híbrido juntamente com a Plataforma Google, composta pelo Google Meet e Google Classroom.

Em 2020, com a pandemia de COVID-19 que assolou o mundo e obrigou as escolas a reinventarem seus espaços de aprendizagem, novos ambientes digitais foram incorporados ao currículo, que, bem utilizados, contribuem não somente para o desenvolvimento linguístico, mas também para o letramento e desenvolvimento da cidadania digital.

Para 2021, adota-se como material didático obrigatório no Programa Internacional (G1 a G9) a Biblioteca Digital MyOn Reader que oferece mais de 6000 livros digitais e áudio livros autênticos em língua inglesa, além das plataformas de ensino em parceria com a ASI - Advantages School International, Exact Path (Elementary School) com foco em leitura, escrita e compreensão e  APEX (Middle and High School), utilizada desde 2018 e que abarca o ensino de Language Arts, US History e US Government, créditos necessários para a dupla diplomação Nas séries iniciais (G1, G2 e G3), o trabalho com Phonics, com material elaborado pela equipe docente, enriquece e fortalece a formação do leitor e escritor do futuro.

Soluções Digitais

MyOn® Reader  - Biblioteca Digital

A leitura é um dos recursos mais importantes para auxiliar na compreensão de novas palavras e criar um contexto ideal para a aquisição da língua, trabalhando com fatos reais ou fictícios, a imaginação e as emoções dos estudantes. Além disso, enquanto lemos um texto, uma história, abordamos alguns valores, como solidariedade, cooperação e respeito, de forma natural e significativa. Livros didáticos e de leituras, alinhados ao CCSS são utilizados em sala de aula por alunos e professores. Além de desenvolver proficiência linguística, os alunos desenvolvem pensamento GLOCAL (Global & Local) sobre a vida e o mundo.

MyON® Reader é um ambiente de letramento personalizado e centrado no aluno que oferece acesso a mais de 6.000 livros digitais aprimorados. Os títulos são combinados dinamicamente com os interesses de cada aluno, série e nível de leitura Lexile®. Combinado com um conjunto de ferramentas de leitura detalhada e suportes incorporados, o MyON Reader promove o envolvimento do aluno em sua aprendizagem, oportunizando leituras significativas por gênero e por temas, além de oferecer áudio livros que auxiliam na aquisição de maior repertório linguístico e no aprimoramento da pronúncia.

Cabe aos professores determinarem livros de leitura obrigatória por período, bem como textos mais complexos que forneçam fatos e conhecimentos básicos em áreas como ciências e estudos sociais. Os alunos são desafiados e fazem perguntas que os levem a consultar o conteúdo lido que enfatiza o pensamento crítico, a resolução de problemas e as habilidades analíticas que são necessárias para o sucesso em suas vidas pessoais e acadêmicas.

Exact Path - Recurso Digital de Aprendizagem 

A pandemia de COVID-19 exigiu adequações e intervenções diferenciadas com espaços de aprendizagem, sejam eles presenciais, híbridos ou totalmente virtuais. Uma das soluções digitais adotada pelo Programa Internacional do Colégio Magister para o Elementary School (1º a 5º ano - Ensino Fundamental I), denominada Exact Path, se encaixa perfeitamente em cada situação para potencializar a aprendizagem. Por meio da plataforma, pode-se fazer avaliações diagnósticas periódicas e otimizar as intervenções pedagógicas, auxiliando o aluno em seu processo de aquisição da língua inglesa e no desenvolvimento das habilidades necessárias nas quatro habilidades esperadas do indivíduo bilíngue.

APEX - Recurso Digital de Aprendizagem

A pandemia de COVID-19 exigiu adequações e intervenções diferenciadas com diferentes espaços de aprendizagem, sejam eles presenciais, híbridos ou totalmente virtuais. Uma das soluções digitais adotada pelo Programa Internacional do Colégio Magister para o Middle School (6º a 8º ano - Ensino Fundamental I), denominada APEX, se encaixa perfeitamente em cada situação para potencializar a aprendizagem.

Opções de aprendizagem alternativas dão aos estudantes em dificuldades a propriedade sobre a sua aprendizagem, para que possam ir ao seu próprio ritmo e aprender à sua maneira. Com a APEX Learning, recebem um currículo de alta qualidade que os prepara para os desafios acadêmicos do séc XXI e para a dupla diplomação (diploma brasileiro e americano).

Phonics -Livros Digitais e Vídeos

Norteados pelo conceito de que a fonética não é um método para ensinar a pronúncia em inglês, mas é um método para ensinar falantes de inglês a ler e escrever, a equipe do Programa Internacional desenvolveu um programa específico composto por livros e vídeos que são trabalhados de forma híbrida com os alunos de G1 a G3.

O papel do professor é fundamental para assegurar que o  biletramento aconteça de forma natural, respeitando a maturidade dos alunos e suas hipóteses de leitura e escrita.

“A instrução fonética melhora as habilidades de leitura de palavras, especialmente para alunos das séries iniciais que estão aprendendo uma segunda língua em ambiente de imersão, mas também para alunos leitores mais velhos com dificuldades.” (Adams, 1994)

 

Projetos

Projetos Interdisciplinares e Multiculturais

Projetos interdisciplinares e multiculturais entre estudantes e seniores de países cuja língua oficial é o inglês são também ricos ambientes de aprendizagem e são implementados por meio de parcerias com instituições internacionais e por meio do empatico.org, organização que integra milhares de escolas ao redor do mundo, com foco na vivência e comunicação significativa e contextualizada dos estudantes bilíngues com nativos da língua inglesa. 

Os temas dos projetos podem variar de acordo com os temas de interesse dos alunos e os temas propostos pela UNESCO.

Projeto Intergeracional - Middle School - Grades 8 e 9

Não é segredo que as crianças e jovens se beneficiam quando têm conversas significativas com adultos atenciosos. Mas no nosso mundo ocupado, não é fácil encontrar formas de fazer isto acontecer.

O projeto intergeracional em parceria com  Tauton Mills que é uma complexo de apartamentos para cidadãos canadenses aposentados, localizado em Whitby, Ontário, foi pensado para proporcionar intercâmbio cultural e linguístico aos alunos de Grade 8 e implementado, inicialmente em 2020, em meio a pandemia de COVID-19 nas aulas de Social Studies.

A manutenção do projeto se viu benéfica e, portanto, incorporado ao currículo, pois visa o desenvolvimento linguístico, habilidades sociais e competências específicas dos jovens e tem as seguintes premissas:

  • Aula específica semanal sobre multiculturalismo e roteiros de temas para discussão entre estudantes e residentes

  • Encontros semanais entre estudantes e residentes

  • Elaboração de portfólio/ produto final específico que reflete o processo de aprendizagem e as competências desenvolvidas.

 

Habilidades e Competências Desenvolvidas

O currículo oferecido no Programa Internacional não altera o trabalho realizado pela escola na língua materna, ou seja, as aulas de todas as disciplinas continuam sendo lecionadas em português pelo professor regente ou especialista.

Entretanto, são adicionadas aulas ministradas em língua inglesa, em contexto de imersão como mencionado na introdução sobre o Programa Internacional. Os alunos que participam dos dois currículos, desenvolvem naturalmente a segunda língua, pois as aulas são ministradas por meio de conteúdo interdisciplinar. Entre as habilidades e competências desenvolvidas, podemos destacar:

Apreciação da Cultura: Os alunos vêem suas próprias culturas como seus pontos fortes, buscam compreender a cultura dos outros, estão conscientes das similaridades e diferenças entre as culturas e entendem que os comportamentos e valores estão geralmente atrelados às culturas. Neste sentido, como escreveu Vygotsky: “A estrutura da língua influencia a maneira como a pessoa percebe o universo” - Conteúdos e práticas culturais previstas no CCSS Americano são incorporadas e aplicadas pela escola no decorrer dos anos dos alunos do Programa de Educação Internacional. 

Avaliação das informações: Os alunos regularmente questionam informações de fácil acesso para buscarem uma compreensão mais aprofundada e avaliam materiais e perspectivas de forma pensada, ao invés de aceitar as coisas como elas se apresentam; trocam efetivamente ideias com seus pares e adultos de experiência de vida diversas- tanto virtualmente quanto pessoalmente- e possuem as habilidades para entrarem em novos espaços e comunidades (habilidades de comunicação intercultural).

Habilidade de olhar por diferentes pontos de vista: Os alunos são desafiados a se colocarem no lugar do outro, desenvolvendo a empatia, a vivenciar situações que demandem superação e resiliência e estimulados a criarem possibilidades para solução dos seus problemas. 

Mindset de Crescimento: Os alunos entendem que seu conhecimento não é finito e apreciam o quanto mais há para aprender sobre o mundo. Os alunos compreendem a grandiosidade do mundo e suas complexidades e são expostos a situações que estimulam a cognição e a aprendizagem contínua (life-long learners). Pesquisas recentes em Neurociência e Psicologia do Desenvolvimento, desenvolvidas pela Dra. Carol Dweck, na Universidade de Stanford, mostram que o cérebro se parece mais com um músculo e se modifica e se fortalece quando as conexões são estabelecidas.

Pensamento divergente: Os alunos enxergam soluções originais ou alternativas para problemas existentes e conseguem imaginar o mundo diferentemente do que existe hoje.

Letramento e Cidadania Digital: Os alunos exploram e utilizam as tecnologias existentes para se comunicarem e colaborarem uns com os outros, e para aprender e compartilhar novas ideias e informações. Os alunos criam novas tecnologias ou descobrem novos usos para tecnologias que os ajudam e ajudam os outros a navegarem pelos seus mundos.

Por fim, importante destacar que na interação professor-aluno, a aprendizagem e intervenções didáticas devem respeitar o ritmo do aluno, como destaca Germain (1991:92), cabendo ao professor oportunizar momentos de aprendizagem interessantes e relevantes ao universo do  aluno, a fim de que a comunicação em língua inglesa se dê de forma natural, coerente e contextualizada.

Para saber mais sobre os Conteúdos por Série e o sistema de Avaliação, clica no botão a baixo