fundamental-2-03.jpg

Programa Internacional

Middle School

Grade 6 to Grade 8

Capturar4.PNG

O Middle School (Grades 6-8) abrange as séries do 6° ao 8º ano do Ensino Fundamental, sendo que a carga horária semanal de imersão em língua inglesa para 6º e 7º anos totaliza 9 horas e 10 minutos e para 8º ano, 7 horas e 30 minutos, como exibido no quadro acima. Os planos de ensino dessa etapa contemplam as áreas de Literatura, Gramática, Produção textual, Linguagem Oral e Social Studies em segunda língua e, conforme as expectativas de aprendizagem propostas neste documento. No currículo internacional CCSS, estas áreas são ensinadas como LANGUAGE ARTS (History/ Social Studies). Nessa perspectiva, a língua inglesa é instrumento para que os estudantes acessem os diferentes saberes propostos em nosso currículo e atinjam as expectativas de aprendizagem estabelecidas para cada série do programa internacional.

 

Atividades Educativas – Grades 6-8

Mini Conference 

Essa estratégia proporciona ao estudante um momento para se expressar e desenvolver a sua habilidade oral de uma maneira dinâmica e intencional. Dessa forma, o estudante desempenha um papel ativo na atividade ao compartilhar oralmente um tema de sua escolha e interesse. A partir dessa escolha, elabora uma pesquisa sobre o tema e utiliza diferentes recursos para realizar sua apresentação para um determinado público. A interação ocorre a partir das perguntas dos “espectadores”.  

 

Literature Circle

Essa estratégia consiste no aprendizado da leitura feita colaborativamente. Cada aluno será responsável por uma tarefa diferente: um aluno fará perguntas relevantes para a história, enquanto outro será responsável por identificar palavras e expressões novas no texto, outro fará o resumo do foi discutido, outro identifica as relações entre o livro e a vida deles. 

 

Cooperative Learning 

É um procedimento de ensino-aprendizagem que desenvolve a habilidade de trabalhar em equipe, favorecendo as capacidades individuais dos estudantes. Os alunos são organizados em pequenos grupos em que a heterogeneidade contribui para que metas e objetivos comuns sejam atingidos, pressupondo a responsabilidade de participação de todos os membros. Os estudantes desempenham diferentes funções no grupo, no qual todos ensinam e aprendem. 

Esse procedimento não só permite à professora abordar temas e conteúdos pertinentes à série, mas também conteúdos procedimentais e atitudinais necessários para o crescimento de um estudante crítico, investigador, reflexivo, integrador e avaliador. 

 

Projects

O trabalho com projetos envolve os estudantes na aquisição de conhecimentos e de habilidades por meio de um processo de investigação em torno de questões complexas e autênticas e de produtos e tarefas cuidadosamente planejadas. De acordo com os planos de ensino, os projetos podem variar desde projetos breves, baseados em um único assunto de sala de aula, até projetos interdisciplinares, com maior duração e que envolvem a participação não só dos estudantes, mas também das famílias. Esse procedimento valoriza todo o processo de pesquisa e culmina em um produto.

Learning Centers/ Estações

Os centros de aprendizagem são espaços preparados para o trabalho pedagógico, com focos em diferentes atividades que podem ser organizadas por tema, conteúdos ou materiais. 

Ao organizar a aula em centros ou estações, o professor estabelece expectativas de aprendizagem (rubricas) não só dos conteúdos conceituais, como também dos conteúdos procedimentais, e viabiliza o acompanhamento individualizado de todo o processo. As atividades realizadas oferecem ao estudante a oportunidade de escolha e a autonomia durante a aula, além de ser um momento rico de interação entre os pares. 

Uma das estações pode ter como foco a alfabetização digital e os estudantes utilizam Chromebooks e outros recursos tecnológicos para interagir com seus pares e realizarem as atividades propostas.

 

Writing Workshop

Writing Workshop é um método de instrução de escrita que se desenvolveu a partir do trabalho inicial de Donald Graves, Donald Murray, e outros professores/investigadores que descobriram que treinar estudantes a escrever para uma variedade de audiências e propósitos é mais eficaz do que a instrução tradicional. Esta abordagem foi popularizada por Lucy Calkins e outros envolvidos no Projeto de Leitura e Escrita na Universidade de Columbia, na cidade de Nova Iorque, e tem sido aplicado no Programa Internacional com foco no desenvolvimento das habilidades de  escrita e leitura em língua inglesa. Ao escrevermos devemos pensar que a escrita é um processo que visa comunicar-se com uma audiência específica. Nessa perspectiva, várias etapas durante o processo de redação de um texto ou gênero específico são necessárias até chegar-se à fase denominado “publish” (publicação) do texto em questão.

Matriz curricular

 

Tabela - Internacional.png

*No G8 trabalhamos com carga horária reduzida em relação ao G6 e G7. Essa carga horária respeita o aumento das demandas de estudo no currículo brasileiro para os alunos de 8º ano, além de proporcionar maior adesão a atividades extracurriculares desejadas pelos alunos. Entretanto, não há nenhum prejuízo no conteúdo planejado, pois os ajustes no currículo americano foram pensados e planejados contemplando essa necessidade e preparando os alunos para os desafios do High School que inicia no G9. 

 

Objetivos e conteúdos das disciplinas por série

Language Arts e Social Studies

As diferentes formas de linguagem são fundamentais para aprender, pensar e comunicar. Assim sendo, todo o currículo é permeado por diversas situações que o estudante possa entrar em contato para desenvolver suas habilidades com a língua e com os recursos necessários para desenvolver as habilidades de que precisa para atingir suas metas na vida escolar e ainda participar como cidadão na sociedade. Usar a linguagem como ferramenta para pensar, criar, refletir, aprender, expressar-se, interagir e transitar pelas diversas áreas do conhecimento faz parte da proposta do Programa Internacional.

6th Grade

  • Utilizar a linguagem apropriada para o ano/série.

  • Ampliar vocabulário correspondente ao ano/série: sinônimos, antônimos, prefixos sufixos, homônimos, expressões, palavras de origens gregas e latinas.

  • Aplicar estratégias de interpretação de textos informativo e literários

  • Escrever textos argumentativos, narrativos e informativos.

  • Utilizar diversos gêneros literários como meio de ampliar suas habilidades na leitura, escrita e pensamento crítico.

  • Determinar o significado de palavras e expressões quando usados em textos, incluindo significados conotativos e figurativos.

  • Analisar o impacto da escolha de palavras em seu significado e tom agregado.

 

7th Grade 

  • Determinar a ideia central de um texto.

  • Diferenciar gêneros textuais a partir de sua forma ou estrutura.

  • Comparar e contrastar um texto com a sua versão em áudio ou vídeo.

  • Escrever textos argumentativos, narrativos e informativos.

  • Distinguir o uso da estrutura da língua e o seu uso nas formas escrita e oral.

  • Determinar ou esclarecer o significado(s) de palavras desconhecidas utilizando o contexto.

  • Demonstrar conhecimento da linguagem figurativa.

  • Adquirir e utilizar vocabulário referente a textos científicos.

8th Grade

  • Identificar em diversos gêneros textuais evidências que suportam a análise do gênero e de informações explícitas bem como inferências apropriadas do texto.

  • Determinar a ideia central de um texto e como ela foi desenvolvida.

  • Comparar e contrastar a estrutura de dois ou mais textos e analisar como suas diferentes estruturas contribuem para seu significado e estilo.

  • Desenvolver estratégias de leitura de diversos gêneros.

  • Escrever textos coerentes de diferentes gêneros, como, argumentativo, informativo e narrativo.

  • Aplicar as convenções padrões da língua, como a letra maiúscula, pontuação e escrita quando redigir um texto.

  • Determinar ou esclarecer o significado(s) de palavras desconhecidas utilizando o contexto.

  • Descrever como um texto apresenta as informações (sequencial, comparação, casual).

  • Identificar aspectos em um texto que revele o ponto de vista do autor ou sua intenção.

  • Determinar as ideias centrais e as conclusões de um texto.

Avaliação 

A avaliação contínua é parte fundamental de nossa prática pedagógica e está presente em nossa rotina de forma contínua e diagnóstica. A verificação do aproveitamento se dará amparada nas seguintes ações básicas:

I.  elaboração das expectativas de aprendizagem e auto-avaliação do estudante com critérios objetivos e descritivos em cada período;

II. quatro ou mais instrumentos avaliativos por período letivo, elaborados pelos professores, sob a supervisão da Coordenação Pedagógica quando se fizer necessário bem como avaliações propostas pelo programa internacional componente do currículo;

III.  os resultados das avaliações específicas serão expressos em escala de 0 (zero) a 10,0 (dez).

IV. No Programa Internacional, a cada período letivo, será atribuída uma média trimestral resultante da média aritmética entre a Avaliação Diversificada (AD) e a Avaliação Sistematizada (AS). Essa média constará no boletim do Ensino Fundamental Regular, na disciplina de Língua Inglesa. Os alunos que cursarem o Programa Internacional terão em seu histórico escolar a disciplina Language Arts.

Entende-se por avaliação diversificada o resultado de todos os instrumentos avaliativos aplicados durante o período letivo, exceto a avaliação sistematizada

Entende-se por avaliação sistematizada uma única avaliação consistindo em uma prova escrita de modo cumulativo, global e abrangente, com base nos conteúdos programáticos desenvolvidos no período letivo considerado. 

As orientações completas sobre o processo de Avaliação estão descritas no item Avaliação, nas páginas iniciais  deste Plano Diretor.

 

Avaliação Diagnóstica

A avaliação diagnóstica é realizada em contexto de sala de aula  com foco nas quatro habilidades: speaking, listening, reading and writing. 

Os resultados da avaliação diagnóstica são formativos para a elaboração de um plano de desenvolvimento individual,  sendo que as competências que não foram dominadas serão trabalhadas por meio de atividades específicas descritas nesse plano. As atividades previamente realizadas poderão ser reatribuídas, caso seja necessário.